Sistemas de controle de curso de faixa para um posicionamento ideal

Os controladores de curso de faixa eliminam imperfeições como sujeira, diferentes cargas de faixa, cilindros inclinados e oscilações de temperatura. Além disso, garantem uma posição constante da faixa durante o processo de produção. Dois sistemas de controle diferentes são usados para o controle do curso das faixas: o controlador contínuo ou o controlador de três posições.

Funcionamento

Os cilindros inclinados em relação ao sentido de curso da faixa causam o movimento lateral da faixa. Esse princípio de operação é aplicado pelos sistemas de cilindros oscilantes ELBANDER para controlar o curso da faixa. Assim, o pivô do cilindro oscilante é um dos dois mancais. O cilindro atuador é posicionado obliquamente ao redor desse ponto, dependendo na necessidade de correção.

Áreas de utilização

Os sistemas de cilindros oscilantes são utilizados principalmente para o controle de curso em faixas transportadoras

Aplicação

Nas faixas transportadoras, o cilindro giratório no curso inferior deve ser instalado imediatamente na frente do cilindro da cabeça. O atuador deve estar disposto num ângulo de 15° em relação ao sentido de curso da faixa. O movimento do atuador deve ocorrer na bissetriz entre os comprimentos de entrada e de saída. O caminho de inserção deve ter a largura de pelo menos uma faixa. O caminho de saída deve ser o mais curto possível. O cilindro atuador deve ser envolvido entre 40° e 60°. Para velocidades de produção> 1000 m/min, o envolvimento deve diminuir para 10° - 20°. A posição é detectada com um sensor de borda imediatamente na frente do cilindro atuador. Para eliminar do sistema quaisquer perturbações no cilindro tensor para o controle de curso da faixa, o ajuste só pode ser feito paralelamente ao eixo.

Legenda

A = Distribuição de tensão da faixa na inserção | B = Distribuição de tensão da faixa na saída | K = Correção da faixa | a = Ângulo de correção | σ1 = Tensão básica da faixa | sσ2 = Distribuição da tensão durante o movimento de acionamento à esquerda | σ3 = Distribuição da tensão durante o movimento de acionamento à direita | 1 = Pivô | 2 = Cilindro de inserção | 3 = Cilindro atuador | 4 = Sensor | 5 = Cilindro fixador | L1 = Caminho de inserção | L2 = Caminho de saída | AB = Largura útil

Entre em contato
conosco!

+55 11 24642250

Tem alguma pergunta? Teremos prazer
em orientá-lo.

Para contato com a unidade fabril

Funcionamento

Os cilindros de orientação de faixa inclinados em relação ao sentido de curso da faixa causam o movimento lateral da faixa. Esse princípio de operação é aplicado pelos sistemas de cilindros oscilantes ELBANDER para controlar o curso da faixa. Assim, o pivô do cilindro oscilante é um dos dois mancais. O cilindro atuador é posicionado obliquamente ao redor desse ponto, dependendo na necessidade de correção.

Áreas de utilização

Os sistemas de cilindros oscilantes são utilizados especialmente para o controle de curso em faixas transportadoras

Aplicação

Para o controle de curso das faixas transportadoras, o cilindro giratório no curso inferior deve ser instalado imediatamente na frente do cilindro da cabeça. Paralelamente ao sentido de curso da faixa, o atuador deve ser disposto de forma que o movimento de acionamento ocorra na bissetriz entre o caminho de inserção e o caminho de saída. Observe que o caminho de inserção deve ter pelo menos uma largura de faixa e o caminho de saída deve ser mantido o mais curto possível. O cilindro atuador deve ser envolvido entre 40° e 60°. Se a velocidade de produção for > 1000 m/min, o envolvimento deve diminuir para 10° - 20°. Com o auxílio de um sensor de borda, posicionado imediatamente após o cilindro atuador, ocorre a detecção exata da posição. O cilindro tensor só pode ser ajustado paralelamente ao eixo, a fim de excluir quaisquer influências perturbadoras do sistema para o controle do curso da faixa.

Legenda

A = Distribuição de tensão da faixa na inserção | B = Distribuição de tensão da faixa na saída | K = Correção da faixa | a = Ângulo de correção | σ1 = Tensão básica da faixa | σ2 = Distribuição da tensão durante o movimento de acionamento à esquerda | σ3 = Distribuição da tensão durante o movimento de acionamento à direita | 1 = Pivô | 2 = Cilindro de inserção | 3 = Cilindro atuador | 4 = Sensor | 5 = Cilindro fixador | L1 = Caminho de inserção | L2 = Caminho de saída | AB = Largura útil